Monday, May 21, 2007

Até amanhã!

"Me perguntas o que é Saudade...

Saudade, eu te juro, é verdade !
É tristeza sem fim, um vazio...
Presença distante,
um olhar suplicante,
um mundo sombrio!

Saudade é a esperança sofrida,
um coração já sem vida
que a nostalgia amortalha...
Bem maior do que a dor,
a saudade é como a flor
que o orvalho da noite agasalha...

Saudade é isto, não me iludo.
Um vento frio,
um olhar perdido, distante e mudo...
Uma sombra que a alma acaricia...
Saudade é como o vento,
que rasga o espaço e deixa seu sopro por traço...
É como a noite surgindo sempre após o dia...

Saudade é mesmo um simples beijo,
uma lembrança fagueira, uma criança trigueira,
um soluço no peito represado,
um grito na garganta sufocado...
Saudade é um vestido cor de rosa,
um laço de fita no cabelo que se agita,
uma angústia dolorosa.

Saudade é muitas vezes
a flor que nasce de um botão,
o mar bravio, a imensidão, a noite fria,
uma canção, e até os versos que te fazia...
Saudade é a tarde fugindo,
é a noite surgindo,
trazendo a dor que consome...

Saudade é a lua saindo,
do fundo do mar emergindo,
riscando em prata teu nome!
Me perguntas o que é saudade...
Saudade, eu te digo:
É como a dor inclemente,
só sabe mesmo é quem sente..."

(Nelson de Medeiros Teixeira)
Fez ontem 2 anos que partiste, preferia que tivesse sido nunca!
O tempo é infinito, não passa para estar contigo...

Saudade, amor, carinho, ternura.. os sentimentos que sinto por ti, pela tua pessoa, pela tua ausência!

Não estás, eu sei, para mim sempre estarás no meu caminho, grito teu nome mais alto que grito o meu, penso em ti, mais do que penso em mim...

Até amanhã André!
Descansa em paz irmão...

2 comments:

CatWorld said...

fiquei triste ao ler, mas se tens saudades e porque o amas incondicionalmente!beijinho!

MARTA said...

Poema triste, mas lindo....
Gostei muito - obrigada pela partilha.

Beijos e abraços
Marta